SP trabalha para ter F1 com público, mas regra britânica coloca GP em risco

O GP de São Paulo de Fórmula 1 segue confirmado para entre 5 e 7 de novembro, em Interlagos e, do lado brasileiro, tudo tem caminhado para que a prova realmente seja realizada, desde a aprovação do projeto apresentado pelo novos promotores da Brasil Motorsport (ainda que haja uma pendência judicial) até o pagamento da também nova taxa de 25 milhões de dólares (equivalente a mais de 125 milhões de reais) por parte da Prefeitura de São Paulo aos detentores dos direitos comerciais da categoria, acordada no contrato fechado no final do ano passado e que garante mais cinco corridas em um dos autódromos mais tradicionais do calendário.

Foto: Duda Bairros/AGIF

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *